Jornada ESG: empresas conquistam novos clientes com inclusão social

Jornada ESG: empresas conquistam novos clientes com inclusão social

Americanas, SBF, Mondelez, Abapp, Scania, Nestlé, Prefeituras de Indaiatuba e Piracicaba aprenderam a falar mais um idioma. Com a ajuda de intérpretes de Libras, a língua brasileira de sinais, essas empresas e órgãos públicos agora se comunicam com uma população de milhões de pessoas país afora. O responsável pelo avanço é o ICOM, serviço digital que oferece tradução em tempo real por videochamada, 24 horas por dia, 365 dias no ano para comunicação entre surdos e ouvintes.

“Ao entender a importância de atender o surdo no seu próprio idioma, seja ele um funcionário de uma empresa ou um consumidor, as organizações brasileiras estão dando um passo importante na promoção da inclusão social”, diz José Araújo Neto, fundador e presidente da AME. Segundo Araújo, o interesse pelo ICOM, a plataforma de tradução simultânea de Libras desenvolvida pela AME, registrou um aumento de 300% no segundo trimestre deste ano.

De acordo com critérios estabelecidos pela OMS (Organização Mundial da Saúde), deficiência auditiva equivale à redução na capacidade de ouvir sons em um ou ambos os ouvidos, podendo esta surdez variar de leve a severa. Nesse caso, a pessoa faz uso da língua oral e de aparelhos para conseguir ouvir. Já a pessoa surda é aquela com ausência da capacidade de ouvir em ambos ouvidos, portanto, seu idioma é a língua dos sinais. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) apontam 10 milhões de deficientes auditivos no Brasil. Desde total, 2,7 milhões não escutam absolutamente nenhum som.

Desenvolvida pela AME – entidade referência na promoção da inclusão da pessoa com deficiência na sociedade – a ferramenta ICOM foi criada com o objetivo de dar independência a esses milhares de cidadãos surdos, oferecendo a eles condições de serem atendidos no próprio idioma. 

Seja para marcar uma consulta médica, fazer uma entrevista de emprego ou para falar com o SAC de uma empresa, a comunicação inclusiva no Brasil já tem o ICOM como grande aliado. A conexão surdo-ouvinte através do aplicativo ICOM ocorre de maneira simples por uma videochamada, de qualquer dispositivo eletrônico – celular, computador ou tablet. A partir daí, a conversa é intermediada por um dos diversos intérpretes fluentes em Libras da central ICOM, que traduz a conversa em tempo real. “O ICOM oferece uma experiência de comunicação ágil e eficiente entre surdos e ouvintes, melhora as relações desses funcionários nas organizações e pode gerar mais negócios”, diz Cid Torquato, diretor executivo do ICOM. 

O ICOM é um serviço disponível não apenas para empresas, mas também para o cidadão surdo se comunicar com ouvintes.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Skip to content
Close Bitnami banner
Bitnami